FUNÇÃO SOCIAL DA EDUCAÇÃO: CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO ÉTICO COMO DISPOSIÇÃO DE CARÁTER EM TEMPOS DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO CENTRALIZADO

Fernando Rodrigues de Almeida, Bruno Teixeira Maldonado

Resumo


As instituições liberais necessitam de meios para reduzir o risco de o capital perder seu valor axiológico como mercadoria. Nesse sentido, não apenas é suficiente a utilização de aparelhos ideológicos do Estado e a manutenção da força de trabalho. Na verdade, do modo em que a educação passa a ser também comercializada por meio da iniciativa privada, novos meios de mercantilização e redução de riscos são criados. A ideia de meritocracia baseada na capacitação de estudantes colocada como método de preservação da estrutura liberal deixa de lado a função da educação de, por meio da cultura, desenvolver a disposição de caráter do ente social inserindo-o no ideal de ação virtuosa, mas, pelo contrário, comercializa o ser humano como investimento de força de trabalho,  não mais deixando com que o ente social seja livre para vender sua força e, dessa forma dificultando o entendimento sistêmico da batalha de classes. Com esse intuito, por meio do método hipotético-dedutivo, baseado em analise critica bibliográfica desenvolveremos a ideia da educação como promoção do ser humano.


Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, Louis. Ideologia e Aparelhos Ideológicos do Estado. São Paulo: Martins Fontes, 1970.

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco – texto integral. São Paulo: Editora Martin Cleret. 2007

___________. Ética a Nicômaco : Poética / Aristóteles. 4. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1991. (os pensadores: v.2)

CHEMIATÉNKOV, Vladímir. O enigma do capital: ponto de vista marxista. Moscovo: Edições Progresso, 1985.

FORACCHI, Marialice Mencarini. Educação e sociedade: leituras de sociologia da educação. 5ed. São Paulo: Editora Nacional, 1970.

LUKE, Tim; PICCONE, Paul; SIEGEL, Fred; TAVES, Michael (org.). TELOS, number 71 – the crisis in higher education: intellectuals and the Academy. New York: Telos Press, 1987.

MARX, Carl. O capital - Edição resumida por Julian Borchardt. 5ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1980.

NUNES, Cássia Regina Rodrigues. O ensino da bioética: uma perspectiva aristotélica. 1ed. Curitiba: Apris, 2014.

PASUKANIS, Evgeny Bronislavovic. A teoria geral do direito e o marxismo. Coimbra: Perspectiva Jurídica, 1972.

SEVERINO, Antônio Joaquem. Educação, ideologia e contra-ideologia. São Paulo: 1986.

SCHMITT, Carl. O nomos da terra no direito das gentes do jus publicium europᴂum. Rio de Janiero: Contraponto: Ed. PUC-Rio, 2014.

ZINGANO, Marco. Aristóteles: tratado da virtude moral ; Ethica Nicomachéa I 13 – III 8. São Paulo: Odysseus Editora, 2008


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Endereço: Avenida Prudente de Moraes, 815

Bairro: Zona Sete

CEP: 87020-010

Maringá - Paraná - Brasil